18 de janeiro de 2018

Pessoas favoritas da vida

Hoje é quinta-feira e é dia do meu projeto "Toda Metade" no meu canal do Youtube. Claro que o link vai ficar aí para vocês conferirem rs e, desta vez, escolhi uma música sertaneja. A escolha foi pura e simplesmente para alegrar o dia da minha irmã, que adora esse estilo musical. Principalmente porque ela é uma das pessoas favoritas da minha vida! ;)

Para ouvir  música aqui -  https://www.youtube.com/watch?v=v34smy-Lpyo

Você tem pessoas favoritas da vida? Eu tenho! Elas são aquele tipo de gente que ri à toa e não consegue e nem tenta prender a risada. Ri mesmo com o corpo e a alma, sabe?

São também aquele tipo que não desperdiça uma oportunidade de gentileza. Andam nas ruas observando os outros e tentando descobrir um momento para ser gentil. Avisar sobre uma mochila aberta, ajudar um senhor a descer do ônibus, amparar a senhora que carrega mil bolsas do mercado, sorrir para quem parece precisar de um sorriso. 

Elas também são pessoas de fé. Fé em si, na vida, no outro, no amor, nas coisas boas da vida. Passam por dificuldades, entram em crise, quase desistem, mas sempre lembram que não estão sozinhas no mundo. E compartilham, e agradecem, e pedem ajuda. 

Elas têm no peito um coração imenso. Não ficam indiferente diante às opressões, grosserias, injustiças, bulliyng, maldade. Não gostam de brincadeiras de mau gosto. Como eu. 

E você? Quer contar quem são as suas pessoas preferidas da vida? ;)  



Tocando em frente (Almir Sater e Renato Teixeira) - https://www.youtube.com/watch?v=v34smy-Lpyo



16 de janeiro de 2018

Força Estranha


Força Estranha (Caetano Veloso) - https://youtu.be/I1mG4Y1tUOo

Você já pensou qual foi o último momento em que se sentiu realmente em plenitude, com suas realizações em dia e com a satisfação lá no alto? Aquele momento em que se sentiu bem com você. Sem a influência do outro. Aquele instante em que sua expiração saiu em forma de suspiro e o sorriso se formou naturalmente na boca. Às vezes, no turbilhão do dia a dia e na nossa corrida desenfreada nem aproveitamos esses segundos de prazer com a gente mesmo. 

Pensei nisso porque tive um feedback tão bonito na última semana por aqui. Recebi tanto carinho e mensagens que vieram com sorrisos e abraços que eu só pensava em tentar retribuir de alguma forma. É difícil retribuir com toda intensidade de cada um e achei que uma boa saída seria escrever sobre essa força estranha que nos arrebata, nos impulsiona, nos faz melhores: o desejo repleto de gratidão.

Eu batalho e me estimulo todos os dias para fazer o que eu amo, para manter o meu fluxo do desejo sempre em alta e a gratidão sempre viva. Existem momentos em que esse fluxo do desejo cai um pouco. Mas aí eu identifico o momento e me recoloco, me reinvento, penso em algo para retomar esse fluxo. Permito que essa força seja plena em mim!

Faço as coisas da forma que eu acredito e que enche a minha vida de alegria. Por isso, eu me sinto bem em compartilhar canções, doar sorrisos, abraçar medos, ouvir opiniões, avaliar críticas, tudo mais. E uma coisa que aprendi com a vida é não dar ouvidos ao que pode sinalizar inveja alheia. 

Logo que resolvi assumir a música que existia dentro de mim, que queria sair, que pulsava em melodia e composições, uma pessoa veio me perguntar como eu poderia, depois de mais de 20 anos e com uma carreira estabelecida, querer começar a cantar. Não posso dizer ao certo qual foi a intenção dessa pessoa, mas bateu em mim como uma tentativa de minar meu desejo. Respondi apenas que essa era uma força muito maior do que eu e que eu precisava disso para viver e ser feliz.

Sabe aquele comentário desnecessário, que vem de uma pessoa que não tem qualquer relação com os seus desejos, que poderia apenas se calar e entender que o desejo era apenas meu. Acho desnecessário duvidar ou desmerecer o outro. Mas tudo bem. Era o que a pessoa podia naquele momento. Era o que ela tinha para oferecer. Provavelmente a minha coragem de me jogar na vida afetou essa pessoa, talvez as suas frustrações. Beleza. Não deixei me afetar. Pelo contrário.

Aquilo me serviu como um impulso a mais para essa minha força que ainda era estranha para mim. Eu me senti desafiada. E aproveitei para entregar ao meu desejo toda a energia que essa pessoa tentou minar em mim.  E fui caminhando, tentando e colhendo tudo o que o universo me oferecia.

Então queria muito dizer que acreditem em suas capacidades, em seus desejos, em seus impulsos. Não deixem que ninguém lhes diga o que podem ou não fazer. Por favor, façam o que essa força dentro de vocês pede! E não permitam que as frustrações do outro afetem vocês!

Sejam felizes no máximo de suas potências!

Meu abraço em cada um vai em forma de música feita para meu projeto Toda Metade no youtube! ;)


Força Estranha (Caetano Veloso) - https://youtu.be/I1mG4Y1tUOo

O texto ficou um pouco grandinho rs

Um beijo carinhoso!







11 de janeiro de 2018

Toda quinta é dia de novidade!


Hoje é quinta-feira e toda quinta-feira tem um vídeo novo no “Toda Metade”, meu projeto no Youtube!

Esse é um projeto novo que faço com muito carinho e alegria! E a canção escolhida foi “Que Será?”, um sucesso na voz de Dalva de Oliveira. Essa música também foi regravada pela cantora Ana Carolina e foi um pedido de uma amiga muito querida.

Gravar essa música também foi importante porque a minha avó Celeste também gostava muito de Dalva de Oliveira! Que saudade!!


Só pra lembrar: Toda Metade é meu projeto para gravar covers, músicas de outros compositores e no estilo a capela, sem acompanhamento instrumental. São vídeos em formato vertical em que apareço só pela metade ;)

Para ver, ouvir, sorrir comigo, curtir e compartilhar rs -> https://www.youtube.com/watch?v=dQicwjutQzU

E quem quiser sugerir músicas, é só deixar aqui! Prometo tentar todas!


9 de janeiro de 2018

Cinco dicas para projeto-sonho


Algumas pessoas me perguntam como eu consegui em pouco tempo começar a cantar e fazer shows. Depois de estrear no fim de 2015, as coisas foram acontecendo depois de muito trabalho, mesmo sem empresário, sem apoio e investimento algum. E nos dois últimos anos, consegui subir aos palcos com músicas autorais em teatros no Rio de Janeiro, como Teatro Ipanema, Beco das Garrafas, Teatro Café Pequeno, Casa da Gávea, Centro de Referência da Música Carioca, Forte de Copacabana, Da Casa da Táta. 

Quando me perguntam, eu sempre respondo que acho que isso aconteceu porque eu tentei, acreditei, batalhei, arrisquei, estudei, firmei uma parceria e investi no meu sonho. 

No início, algumas pessoas não acreditavam, mas eu nem dava ouvidos. Firmei uma parceria com outra cantora, cada uma montou o seu pocket show para apresentar na mesma noite, dividimos os gastos e arregaçamos as mangas. E ensaiamos, escolhemos os músicos e nos preparamos para isso! 

Foram dois anos lindos. E a certeza de que, quando se quer, é muito possível. Mesmo. Acredito que isso aconteceu também porque eu quis de verdade. Aliás a música é de verdade na minha vida.

Mas não pense que foi fácil. Foi tudo conquistado com muito esforço e muita certeza do que eu queria. Quando tentamos, o universo se movimenta para nos ajudar.

Pensei, então, em listar alguns passos que foram importantes para o meu processo para encontrar locais para cantar e espero que possa ajudar no que gostaria de fazer para ser feliz na sua vida. É claro que esses passos ficam mais próximos do que eu vivo com a música, mas acredito que possa ajudar em outras áreas.

1) Busque informações e estude - escolha um curso no área do seu sonho

Buscar o seu aperfeiçoamento e estudar o mercado em que deseja entrar e ser feliz são coisas fundamentais. Às vezes, ficamos só no desejo e não tomamos nenhuma ação. Então se puder iniciar um curso, será maravilhoso. Isso vai ajudar a entender mais sobre o mercado e entender mais sobre você, o seu sonho, o que precisa melhorar, o que tem de vantagem, etc. E ajudará a desenvolver a sua habilidade. Vai ser possível também conhecer pessoas desse mercado, pessoas com experiências, pessoas com desejos como o seu, pessoas com muitas ideias e dicas. E aí exercite-se, exercite-se, exercite-se. Estude bastante. E aproveite os professores para tirar todas as dúvidas. Faça contatos, observe os projetos alheios, ouça outras experiências. A troca é maravilhosa. E fique de olho nos próximos cursos.


2) Projetar o seu sonho - coloque no papel

Escreva, reescreva, coloque suas ideias no papel. Planeje o que deseja fazer realmente, quais as principais facilidades, as principais dificuldades, quais equipamentos e locais precisará para executá-lo, tempo que precisará para produzir, material de apresentação, material de apoio. Monte o seu orçamento e tente fazer o mais enxuto possível. Avalie se o seu projeto precisará de parcerias, que tipo de parcerias, onde poderia buscá-la.  Estruture o seu projeto e pense em tudo o que ele pode oferecer. Nesse momento é bom fazer buscas na internet para encontrar projetos similares e inspirações. Execute da melhor forma possível e deixe em perfeitas condições de apresentá-lo a qualquer momento. E continua a exercitar-se e a estudar. Muitas e muitas vezes.

3) Pesquise as possibilidades na sua praça

É claro que estamos falando de sonho e é claro que gostaríamos que uma estreia ou o nosso início fosse no lugar mais importante possível, o melhor, o mais conceituado, o mais famoso. Ok. Mas vamos lembrar que o projeto ainda não saiu do papel, ainda não é conhecido, ainda não tem bagagem, ainda precisa de “estrada”. Então seria bom buscar na sua cidade alguns locais que abrem espaço para novos projetos, empresas que apostam em inovação, projetos que apoiam quem está começando. E a partir daí, entrar em contato com esses locais, o que pode ser pessoalmente ou por meio do contato dos responsáveis por receber o material. É importante realmente conversar com essa pessoa para entender o que busca, quais tipos de projeto procura, etc. E, no meu caso, a comunicação clara e direta fez uma boa diferença.

4) Distribua e divulgue o seu sonho

Com curso em dia, projeto montado, organizado de forma clara e objetiva e pesquisa de mercado feita, é hora de começar a distribuição e a divulgação. E claro, tudo muito bem ensaiado. A questão é que, com a vida corrida de hoje em dia, muitas pessoas responsáveis por coordenar os locais para a apresentação do projeto preferem receber o material por email. Outras não. Entenda como isso pode ser feito. No caso do email, não esqueça que o seu material precisa ser leve, de fácil consulta, resumido, mas com todas as informações possíveis. Vale uma pesquisa sobre os projetos que já foram exibidos em cada um dos locais para ajustar os detalhes e enviar o seu. 

5) Não esqueça do feedback 

Tudo feito e enviado, é importante buscar um feedback, caso a pessoa que recebeu o projeto não tenha se pronunciado. O primeiro contato pode ser para confirmar o recebimento. Algo bem simples e objetivo, sem mais detalhes. Isso é fundamental porque a quantidade de emails e de projetos que as pessoas recebem hoje em dia é grande e, por algum motivo, pode ser que o seu não tenha chegado às mãos certas. Após uma resposta positiva, é preciso entender quanto tempo seria necessário para uma nova consulta, caso não tenha obtido resposta positiva ou negativa. Costumo esperar, no máximo, duas semanas e consultar a pessoa sobre a possibilidade de executar o projeto.

OBS: Isso seria mais um tópico, mas acredito que esse seja um assunto à parte. Para os casos de arte e música,  pense na possibilidade de investimento em divulgação. Não apenas para os amigos, redes sociais, emails, grupos, sites. Neste caso, o trabalho de uma assessoria de imprensa é fundamental. Sei que é um gasto, mas é importante! 

Bom é muito possível que venha algum não. Alguns, na verdade. É possível que a oportunidade não apareça na primeira vez. É possível que você avalie depois da primeira experiência que precisaria mudar o projeto ou a estratégia ou a forma de abordagem. Tudo é possível. O que não é possível é desistir do sonho. 

Espero de coração que as portas se abram logo, que o seu sonho possa encontrar o melhor caminho de se estabelecer em sua vida, que suas experiências sejam as melhores possíveis. E que se alguma for desagradável, você lembre que isso faz parte do processo do nosso aprendizado de vida. 

E nunca nunca nunca desista! Vamos ser felizes! Hoje e agora!

Pra quem quiser -> Youtubehttp://www.youtube.com/c/LuDantas1



7 de janeiro de 2018

Mulher Feita

Então...estou voltando aos poucos. Espero que 2018 seja um ano incrível para todo mundo. E que possamos fazer o que realmente amamos! No meu caso, é a música ;)

Compor, fazer música, dizer o que diz meu coração, contar o que foi, pode ser ou será. Abrir a alma e deixar fluir o que de verdade está lá no fundo.

É assim que vem cada uma das minhas músicas autorais. Às vezes parece que nem sei de onde ela vem, nem como começa. Ela só vem, e vem, e vem. É um lálálá ou uns acordes aleatórios no violão.

Assim veio Mulher Feita. E ela fala sobre uma mulher forte, firme, com alma de criança, amor próprio, cheia de esperança e que sabe o que quer. Uma mulher que faz suas escolhas e diz ao outro a importância de se entregar aos sentimentos.

Esse é um resuminho do que ela diz. Para ouvir, sentir, sorrir e cantar, entra aí embaixo ;)


MULHER FEITA -  https://youtu.be/l19U-Rv4Ynk

Gostaram? ;)

Já viram o projeto Toda Metade no youtube? Não?! rs Aí :)

Youtubehttp://www.youtube.com/c/LuDantas1

5 de janeiro de 2018

Toda Metade: metade música e metade do que aprendi na vida


Se longe é um lugar que não existe, como disse Richard Bach, eu sempre estive aqui por perto. Sim. Pensei muitas vezes em escrever. Mas queria escrever algo que tivesse relação com a minha verdade. Que fosse verdadeiramente meu. E, como sou cantora e compositora, tinha que voltar com algo relacionado à música.

E aí, no fim de 2017, resolvi testar um projeto de música no Youtube. O nome escolhido foi “Toda Metade”. A ideia foi gravar covers, músicas de outros compositores e no estilo a capela, sem acompanhamento instrumental. São vídeos em formato vertical, uma tendência que teve a cantora Anitta como a precursora no Brasil com o lançamento da canção “Downtown, dueto com o colombiano J. Balvin, em novembro, produzido exclusivamente para o seu lançamento no Spotify.  

Eu vinha fazendo shows autorais em teatros e casas culturais no Rio em 2016 e 2017. Mas eu queria algo produzido por mim. Algo diferente do que eu estava fazendo e algo na internet. Poderia ter escolhido um canal no Youtube como todos os cantores fazem.  

No início, vieram ideias que exigiriam uma perfeição quase cronometrada, num estúdio, com produção de áudio, de vídeo, figurino, maquiagem, banda, tudo. Só que ainda não era o que eu queria. Queria algo mais livre, mais leve, simples. Apenas eu. Inteira. E quando pensei em me mostrar inteira, pensei na minha voz inteira. E aí veio a ideia de mostrar a metade de mim para que quem visse os vídeos pudesse me ver como sou: metade música e a outra metade tudo o que aprendi na vida. 


Assim eu poderia deixar a voz livre, deixar que ela fizesse o que quisesse, sentir e passar o que pudesse, entender os caminhos que ela poderia escolher e os que não poderia. Era só cantar, sabe? Cantar só.

É com muita alegria que deixo aqui o meu canal do Youtube. Toda quinta-feira tem um vídeo novo!! ;)

Seria maravilhoso se pudessem ir até lá para cantar, sorrir, curtir, compartilhar! E quem quiser sugerir alguma música, fique à vontade! ;)


27 de dezembro de 2016

Palavras viraram música

Para quem quiser conhecer um pouquinho das minhas palavras que viraram música, deixo aqui o Youtube e a página no Facebook para visitarem e curtirem quando quiserem! Espero que muitas e muitas vezes!! rs

Que 2017 possa ser um ano de muitas alegrias, conquistas e realizações de sonhos para todos!

Redes sociais aqui


Pessoas favoritas da vida

Hoje é quinta-feira e é dia do meu projeto "Toda Metade" no meu canal do Youtube. Claro que o link vai ficar aí para vocês confe...